Estrutura master-feeder

Por: Luiz Gasparelo - 27/09/2019

Tempo de leitura:

O que são estruturas master-feeder?

Um fundo de investimento, por determinação da CVM, deve sempre indicar o tipo de investimento que ele faz, como por exemplo ações, títulos públicos, crédito privado, etc., mas uma denominação muito utilizada e algumas vezes não entendida é a estrutura “master-feeder”. Os fundos “feeder” são fundos de investimento em cotas de fundos que tem por objetivo investir em fundos da própria instituição, do próprio gestor; e os fundos “master” são fundos de cotas destinados a receber aplicação de outros fundos (FIC de FI – fundo de investimento em cotas de fundos de investimentos ou simplesmente FICs).

Porque existem?

Dentre os diversos motivos para se criar uma estrutura “master-feeder” podemos destacar:

  1. Ganhos de escala e otimização operacional – um mesmo grupo de fundos de investimentos pode compor diversas estratégias de alocação com base no percentual dedicado a cada fundo “master”;
  2. Segregação entre as decisões de distribuição (comerciais) e segmentação de clientes (concentradas nos fundos “feeder”) e as decisões de gestão (alocação concentrada nos fundos “master”);
  3. Segregação de taxas de administração e performance baseada na segmentação vertical dos clientes (porte) ou horizontal (tipo, como por exemplo pessoas físicas, institucionais, profissionais, pessoas jurídicas não financeiras, etc.).

Essa estrutura acarreta maior custo para os investidores?

Não necessariamente. É muito comum que os fundos “master” não possuam taxa de administração ou possuam taxa de administração pequena e que é descontada da taxa de administração do fundo “feeder”. Exemplo: um fundo que originalmente cobraria 2% ao ano de taxa de administração, quando constituído numa estrutura “master-feeder” passa a cobrar 1,8% ao ano e o fundo master passa a cobrar 0,2% ao ano.

Qual a diferença entre um FOF (Fund of Funds) e um fundo Master?

Apesar de ambos aplicarem em cotas de outros fundos, o fundo de fundos (Fund of Funds) busca criar estratégias balanceadas e baseadas na diversificação e em muitos casos envolvem diversos gestores (fundos multi-gestão) permitindo que o investidor distribua seu capital investido em diversas casas. Já os fundos “master-feeder” precisam necessariamente envolver um único gestor e concentram investimentos de diversos clientes finais numa única estratégia onde o gestor possui grande expertise.

Comentários