Conheça as certificações mais importantes para o mercado financeiro

Por: Marcos Puccini - 10/10/2019

Tempo de leitura:

Para o ecossistema de gestão de investimentos, as certificações do mercado financeiro têm um grande peso. Elas englobam um conteúdo rico e bem detalhado, voltado para cada área específica de atuação do profissional. Cada certificação cria valor ao profissional e dá um status que funciona como um selo de qualidade.

As certificações do mercado financeiro têm um grande peso. Elas englobam um conteúdo rico e bem detalhado, voltado para cada área específica de atuação do profissional. Cada certificação valoriza ainda mais o profissional e dá um status que funciona como um selo de qualidade.

Destacamos aqui algumas delas:

CPA - Certificação Profissional ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais)

A Certificação Profissional ANBIMA é a mais comum no mercado financeiro, são eles:

CPA-10: Para prospecção e venda de produtos de investimento diretamente ao público

CPA-20: Para profissionais que atendem o varejo alta renda, o private banking, clientes corporate e investidores institucionais

CEA: Para aqueles que prestam consultoria em planejamento de investimentos

CGA: Para quem atua na gestão de recursos de terceiro, com poder para tomar decisões de investimento

Para saber mais, consulte o site do órgão certificador: ANBIMA

CNPI – Certificado Nacional do Profissional de Investimento

O CNPI, realizado pela APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), tem como objetivo elevar o padrão dos profissionais de investimentos brasileiros a níveis internacionais.

A certificação se divide em três tipos: 

CNPI: Para analistas fundamentalistas

CNPI-T: Para analistas técnicos

CNPI-P: A mais completa, destinada ao analistas técnicos e fundamentalistas

Para saber mais, consulte o site do órgão certificador: CNPI

CFP – Certified Financial Planner

O CFP® é voltada para planejadores financeiros e dá o ao profissional o direito de atuar como um consultor, avaliando objetivos e riscos de cada cliente para montar uma estratégia de investimento adequada para cada perfil.

A Planejar (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros) é o novo nome do IBCPF (Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros), única entidade que concede a certificação CFP (Certified Financial Planner) no Brasil.

Para saber mais, consulte o site do órgão certificador: Planejar

CFA – Chartered Financial Analyst

Fornecido pelo CFA Institute, localizado nos Estados Unidos, o CFA é uma certificação diferente das outras, uma vez que não é obrigatória para nenhuma profissão no mercado financeiro, mas, dado o alto nível de conhecimento exigido, é bastante prestigiada e considerada a mais difícil.

É composto de três fases e é visto pelo mercado brasileiro como uma espécie de MBA em finanças.

Para saber mais, consulte o site do órgão certificador: CFA Institute

AAI - Agente Autônomo de Investimentos

ANCORD (Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias) atua como entidade certificadora de profissionais que exercem atividades nos mercados de distribuição de títulos e valores mobiliários, e realiza o Exame de Certificação de Agentes Autônomos de Investimento e Empregados das Instituições Financeiras.

Para saber mais, consulte o site do órgão certificador: ANCORD

PQO - Programa de Qualificação Operacional

Certificação voltada à Agentes Autônomos de Investimentos, o PQO - Programa de Certificação de Profissionais da B3, no âmbito do Programa de Qualificação Operacional (PQO), tem como objetivo atestar o conhecimento dos profissionais que atuam em diversas áreas nos mercados administrados pela B3. Além disso, visa estabelecer um processo contínuo de atualização de conhecimento destes profissionais, a fim de manter o elevado padrão de qualidade operacional na indústria de intermediação.

Qualquer profissional ou demais interessados podem obter Certificações do PQO, independentemente de vínculo com um participante da B3. São áreas passíveis de certificação: Operações, Compliance, Risco, Comercial, Back Office, Registro, Liquidação, Custódia e Cadastro.

Para saber mais, consulte o site do órgão certificador: BM&FBOVESPA

FRM - Financial Risk Manager Certification

A Certificação FRM é voltada para profissionais que exercem função ou desejam seguir carreira na área de gerenciamento de risco: Head of Operational Risk, Chief Risk Officer, Senior Risk Analyst, Investment Risk Manager e outros. Em suma, a FRM é uma qualificação para profissionais particularmente envolvidos no controle, análise ou avaliação do potencial risco de crédito, risco de liquidez e risco de mercado, bem como riscos financeiros não relacionados ao mercado.

Órgão certificador: Global Association of Risk Professionals (GARP)

Comentários